08 setembro 2012

Terras de Oureana - Rio de Couros - Feira das Panelas















"Há quem se faça rico, não tendo coisa alguma, e quem se faça pobre, tendo grande riqueza."

01 setembro 2012

Camarinhas - Corema album

Dia 13 de agosto, com a passagem da RTP por Fátima, o senhor José falou-me nas camarinhas "um fruto que parecem pérolas e que há em abundância junto às praias da região de Leiria". Como eu não conhecia, e segundo ele era um crime não conhecer, fui à procura e esta terça, numa ida à praia, o Leonardo grita "olhe alí aqueles frutos que a Ana diz que nunca viu". Parámos o carro, provei e fui pesquisar mais sobre as camarinhas.


Camarinha - junto à praia das Paredes


"A camarinha é a baga da camarinheira - arbusto endémico quase exclusivamente do litoral português, só sendo conhecida também a existência numa pequena área nas Ilhas Cies – Espanha.

Curiosamente a espécie existente nalgumas Ilhas Açorianas não é a mesma Corema Album Azorica.

Utilizada como protector das dunas do Pinhal do Rei (Pinhal de Leiria) onde, apesar do incêndio de 2003 ter destruído muitas camarinheiras, continua a ser o sítio de Portugal onde existe em maior abundância.
A camarinheira é uma planta dióica: umas só dão flores (masculinas) e outras (femininas) dão bagas brancas comestíveis de sabor acre e refrescante.

Antigamente a camarinha era transportada em cestos de verga e vendida às “medidas” que se despejavam num cartuxo de papel como tremoços e pevides. Havia tanto nas ruas como até à entrada do cinema da Figueira da Foz. Ainda há relativamente poucos anos voltaram a aparecer para venda na Praia da Nazaré e na Praia da Vieira mas já como atracção turística."   in  Saborear

Pormenor do fruto


Hoje em dia é uma espécie protegida, e como tal, resolvi colher as bagas e fazer uma geleia deliciosa e de sabor único.




Pelo blogue não podem provar, mas garanto que está uma delicia!